Pintura de Dirck Jacobsz Retrato de Grupo da Companhia de Atiradores de Amsterdã
Óleo sobre tela; originariamente sobre um painel,
115x160 cm.
autor: Dirck Jacobsz

Ver a pintura

Monograma e ano no ângulo inferior direito: D. J. 1532.

Este quadro é uma das primeiras mostras do retrato holandês de grupo, raramente visto fora dos Países Baixos. Ilustra uma das primeiras fases do desenvolvimento deste gênero.

A obra é do estilo chamado "Schutterstukke", isto é, retrato de grupo de uma companhia de atiradores.

O artista apresenta a dezessete homens ataviados com boinas planas e uniformes de cor vermelha e azul.

Um deles leva no uniforme o emblema da companhia.
Os personagens estão dispostos apertadamente em três fileiras, uma acima da outra, de tal modo que completam totalmente o espaço pictórico. Não há gestos animados que proporcionem unidade ao grupo. A composição poderia definir-se como um grupo de retratos, cada retrato possuindo um alto grau de personalidade e um considerável acerto na caracterização. No entanto, se aprecia claramente algo em comum que une os retratados.

Os membros da companhia de atiradores nos mostram tal como são na vida real: adestrados na dura escola da luta pela vida, com uma tranquila confiança em si mesmos, que se expressa em cada rosto.

No centro do grupo está o oficial, um capitão ou um tenente, vestido com uma armadura e com um mosquete nas mãos. Seus traços rudes exalam coragem e determinação.

Estes homens são membros de uma organização, unidos pelo mesmo interesse e servindo a uma causa comum. O parecido de suas roupas, de suas atitudes, a posição de suas cabeças e o emprego de uma gama de cores similares em cada caso individual, faz com que todos eles sejam iguais.

Foi adquirido pelo Museo Hermitage em 1769, junto com a coleção Brühl, como obra de Cornelis Engelbrechtsen.

Literatura:
Cat. 1916, Nº 476; Cat. 1958, II, p.32, Nº 414; P. P. Semenov, Etudy po istorii niderlandskoy zhivopisi, p. 3321, San Petersburgo, 1885;
"D. Jacobsz twee Amsterdamsche Schutterstukken te St. Petersburg", Oud Holland, 1895, XIII, p. 91;
A. Riegl, Das holländische Gruppenporträt, pp. 65-68, Viena, 1931;
M. Friedländer, Die altniederländische Marelei, XIII, pp. 135-139, 177, Núms. 409, 410, Leiden, 1936;
G. J. Hoogerwerff, De Noord-Neederlandsche Schilderkunst, III, pp. 39, 40, ´s-Gravenhage, 1939;
E. J. Fekhner, Niderlandskaya zhivopis XVI v., pp. 112, 113, Leningrado, 1949.

Cotação de moedas e Clima
Siga-nos no Twitter Facebook

Tugos - Web Design  © 2011 - Bien Seguro - Belgrano 2860 quase Centenario - 11600 Montevidéu, URUGUAI - Tel: +598-2480-3916 - bienseguro@bienseguro.com.uy